terça-feira, 26 de março de 2013

Aquele com O Teorema Katherine do John Green


NOME: O Teorema Katherine
AUTOR: John Green
EDITORA: Intrínseca
ANO: 2013
PÁGINAS: 304
AVALIAÇÃO: 5/5


Bom, eu quero começar a resenha falando que: John Green é John Green. É impossível esse homem escrever um livro ruim!
Sinceramente eu estava meio sem vontade de ler esse livro devido a algumas resenhas negativas, principalmente devido a uma resenha de uma booktober que tem um gosto super parecido com o meu. Mas como eu disse, John Green é John Green, então quando eu soube que a editora Intrínseca iria publicar esse livro eu fiquei imensamente feliz e super ansioso para lê-lo.
Desde o lançamento de A Culpa é das Estrelas eu me considero um nerdfighter (daqui a alguns dias vocês vão entender o que isso significa), mas só no começo do ano eu descobri um grupo no facebook só de nerdfighters! Eu tinha finalmente entrado na nerdfighteria.

Bom, depois de um mês do anuncio de "O Teorema Katherine", a blogueira Iris Figueiredo do blog Literalmente Falando, postou no grupo que haveria uma ação de divulgação do livro entre os blogueiros nerdfighters. Eu prontamente me comprometi e caí de cabeça nessa ação. Uma semana depois eu recebo a noticia maravilhosa que eu teria a oportunidade de ler a prova do livro! Assim que ele chegou eu o devorei. Não conseguia parar de lê-lo.
Bom, eu estou enchendo muita linguiça aqui, não é mesmo? Vamos a um resuminho da história do livro:
O livro conta a história de Colin, um menino prodígio que quando criança que participou de um programa de TV para crianças prodígias e ganhou. Colin também podemos dizer que ele é uma namorador. 19 garotas, mas todas com o mesmo nome, Katherine. Enquanto alguns meninos preferem garotas loiras, outros preferem ruivas, alguns preferem altas, Colin prefere Katherines, e tem que ser K-A-T-H-E-R-I-N-E, exatamente assim.
Mas depois do término com a Katherine XIX, Colin ficou um pouco depressivo e desanimado com a vida, então seu amigo Hassan o leva para uma viagem de carro sem rumo.
Em um determinado momento eles param em Gutshot para ver o túmulo do arquiduque de Francisco Ferdinando. Eles acabam ficando no local, conhecem Lindsey, criam uma amizade. E a proposta principal do livro é que o Colin quer fazer um teorema para prever quem vai terminar com quem no namoro. E ai a história vai se desenrolando e vai ficando cada vez melhor.

Se você quer ler um livro engraçado mas mesmo assim muito inteligente com várias reflexões interessantes sobre deixar sua marca no mundo, leia esse livro!

A narrativa do John é a coisa mais gostosa do mundo, eu terminei de ler o livro muito triste porque não tinha noção o quão eu já tinha avançado na leitura, foi muito rápido. A narrativa vai fluindo e você quer ler mais e mais, quer saber como vai desenrolar o teorema, quer conhecer mais sobre os relacionamentos do Colin, quer ler mais piadas engraçadas do Hassan, quer saber mais sobre Lindsey e Gutshot.

Eu só acho que, quem ainda não sabe muito sobre matemática do segundo grau, grá
ficos, funções, pule algumas explicações pois não vão fazer diferença, até quem já sabe essas cosias e acharem chato, podem pular porque não vai dificultar o entendimento da história. No final do livro tem um apêndice onde ele explica as teorias, as contas e os gráficos. Mas o próprio John diz na parte de "Agradecimentos" que lê as explicações quem quer. Eu li pois eu gosto de matemática achei bem simples as contas e etc.

O Teorema Katherine não é um A Culpa é das Estrelas. OTK é um livro para se ler a qualquer hora, é super divertido, leve, engraçado e ao mesmo tempo profundo. Gostei muito da mensagem que ele passa sobre o que você faz enquanto você esta vivo. O que você faz que vai deixar sua marca. O que você faz para quando você morrer as pessoas lembrarem de você.
Eu fiquei horas refletindo sobre isso. Por que é importante as histórias? Por que é importante sabermos como tudo era ha anos atras?
Achei muito legal a ideia do John de colocar algo tão profundo em um livro que é muito divertido e tem uma carga de piadas muito grande.

John Green é aquele autor que sabe o que faz. É aquele autor que eu sei que nunca vou me decepcionar. John Green é John Green!

Ahhh, galera, não se esqueçam que ta rolando promoção do kit desse livro hein? Vai até sexta e segunda eu vou anunciar o/a grande vencedor/a ok? Pra saberem como a promoção é, é só clicar aqui.

Leiam, leiam, leiam e se apaixonem!
Até a próxima e DFTBA!

Um comentário:

  1. Disse tudo John Green é John Green hahahha'

    Gostei da sua resenha!

    ResponderExcluir